Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Princesa de cristal

Diário de uma sonhadora

03
Abr19

Fé e otimismo

O ambiente cá por casa é triste... andamos com um misto de ansiedade/preocupação / medo, mas temos conversado bastante e não vamos sofrer (vamos tentar pelo menos) por antecipação. Vamos pensar em coisas boas, vamos fazer o que tiver ao nosso alcance para que os resultados sejam os melhores....vamos por mãos à obra!

Quando foi detetado o cancro na boca da minha mãe (entre o maxilar), fiz questão de a acompanhar em todas as consultas, em todos os exames e estar o mais presente possivel (Eu só não dormia no hospital porque não me deixavam) .

Numa das consultas o cirurgião explicou que não sabiam o que iam encontrar. Pelos exames era pequenino mas só no bloco é que iriam decidir o que iriam fazer. Das duas uma: se fosse grande teriam que fazer um excerto do braço, seria uma operação mais demorada e com mais riscos e mesmo a recuperação mais complicada. Mas podia ser algo simples e acreditamos/tivemos imensa fé que as coisas fossem correr bem!

 

A alimentação foi radicalmente alterada!

A minha mãe sempre foi uma pessoa cuidadosa nessa área mas desde que lhe foi diagnosticado este problema na boca, as alterações foram um bocadinho além. 
A carne, laticínios, açucares, carnes fumadas e enlatados foram cortados por completo, obviamente que houve uma substituição dessas proteínas. Passamos a consumir mais soja, legumes com fartura, frutos secos,nada de refrigerantes, etc..

Li imensos artigos sobre o assunto, pesquisei imenso e estou profundamente convencida que esses cuidados todos com a alimentação a ajudaram imenso. Lembro-me que nos disseram que a fruta Anona era ótima...muita Anona se comeu aqui em casa! 

 

A verdade é que no dia da operação, tudo correu tão bem que não foi preciso fazer excertos e quando a fui ver ao recobro ia a tremer com medo que ela estivesse "deformada"... psicológicamente ia ser muito complicado para ela a recuperação. Mas assim que a vi, agradeci a Deus por estar óptima! Obviamente estava inchada mas hoje ao olhar para ela ninguém tem noção da complexidade da cirurgia.

 

Mas a grande batalha foi depois a radioterapia...foi horrivel! Ficou com a boca e pescoço todo queimado e já quase a terminar os tratamentos, era um pesadelo comer. 

Foram meses de muita luta, de muitas lágrimas e de um medo terrível de perder uma parte de mim, uma sensação de impotência e de querer trocar de lugar. Seria tão mais fácil ela cuidar de mim...

E esta carta que recebemos... fez nos relembrar todo esse sofrimento e todos esses receios de que mais uma vez tenhamos que vestir a nossa armadura e ir a luta!

Sou uma pessoa de fé, acredito exclusivamente em Deus e acho que se não fosse isso não ultrapassaria grande parte dos meus dramas e sei que de alguma forma ele nos vai orientar e abençoar.

   "Deus não te dá lutas que tu não possas aguentar." - Não sei quem disse mas acredito que sim.

10 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.