Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Princesa de cristal

Diário de uma sonhadora

24
Jan19

...

Pensava eu que depois da troca das últimas mensagens, o defunto tivesse noção de que o melhor seria afastar-se. Depois de lhe ter recusado fazer um trabalho que me tinha pedido e de ter "ameaçado" que se eu não fizesse que ia pedir a namorada, deixou de dar noticias durante vários dias.

 

Provalvemente, lá estaria naquele momento morto do dia...ou a apanhar algum tipo de seca e lembrou-se de me perguntar por whatsapp se a minha mãe andava melhor. 

 

Então, o tipo não se preocupou em saber se a filha (eu) estava bem quando foi internada com pneumonia (nem um telefonema a perguntar se recuperava bem)...e andou a "engonha-la" mais de 10 anos e vai se preocupar agora com a mãe dela?! Really?  

 

Ainda não estou naquela fase em que diga que nada do que ele faça não me afeta...porque estaria a mentir. Mas já não penso tanto nele...e quando o faço e as saudades apertam, tento fazer mentalmente uma lista rápida de todos os aspetos negativos dele como pessoa e do que de mau me trouxe. Resulta? Not really... mas ajuda.

 

Sabem aquela teoria que se diz que "as pessoas mudam"...tenho bastante dificuldade em acreditar nisso. Porque o nosso caracter/ a nossa essência já está definido! Ele na verdade não mudou, eu é que como estava apaixonada ia relevando determinadas atitudes. Se em algumas alturas era carinhoso/preocupado, noutras parecia que eu lhe era completamente indiferente. Por isso, eu não posso estranhar estas atitudes de alguém pouco coerente porque na verdade ele nunca o foi!

 

Houve uma vez que ele tinha ido de férias com os amigos para a neve... e no dia em que chegou, queria muito ver-me! Eu na altura não estava em casa, mas arranjei forma de chegar depois de almoço para poder encontrar-me com ele. No final do dia, quando me veio deixar a casa, disse-lhe para passar pelo macdrive uma vez que estava cheia de fome e não tinha jantar feito. 

O macdrive não estava a funcionar, por alguma razão e ele vai lá dentro. Como demorou um pouco mais, chegou ao carro e mandou-me assim o saco do humburger para o colo e disse "tens aqui o humburger!"

Eu fiquei....literalmente sem palavras! Pedi-lhe desculpa pelo stress e disse-lhe que se soubesse que havia tanta gente não lhe tinha dito nada...ele amuou e não disse mais nada, o caminho todo...Quando se foi embora e eu entrei no elevador... não contive uma ou outra lágrima e eu só pensava.. "sério que é isto que tu queres para ti?!"

Pelos vistos era, porque continuei a fazer figura de parva mais uns anos...

 

 

 

7 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.